Home / Notícias / Saiba que alimentos ajudam a diminuir essa mal

Saiba que alimentos ajudam a diminuir essa mal

No dia 8 de abril é celebrado mundialmente o Dia de Combate ao Câncer, data que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade em geral para o crescimento dos índices da doença, que, segundo o IBGE, vem crescendo continuamente nas duas últimas décadas.

A importância dos bons hábitos alimentares em doenças como o câncer tem ficado cada vez mais evidente em pesquisas recentes. Dentre os fatores que podemos controlar, a nutrição adequada é uma das principais formas com que se pode reduzir o risco de determinados tipo de câncer.

Existem alimentos específicos que possuem nutrientes diretamente associados não só à prevenção do câncer, mas ao combate da doença mesmo depois do diagnóstico:

Castanha-do-pará 

A castanha-do-pará é uma das maiores fontes conhecidas de selênio. Este mineral é necessário para manter a função da tiroide e das enzimas do fígado, além de combater radicais livres que podem causar o câncer.

Goiaba 

A goiaba vermelha é rica em substâncias que têm se mostrado benéficas contra o câncer, os carotenoides.

Presentes em quase todos os legumes e frutas amarelos, laranjas e vermelhos, pesquisas mostram que esses nutrientes ajudam na prevenção do câncer de pele, mama e de próstata.

A concentração de um nutriente deste grupo, o licopeno, é especialmente alta em goiabas.

Espinafre 

O espinafre é rico em diversas substâncias associadas ao combate e prevenção do câncer, como os carotenoides, o ácido fólico e a vitamina E.

O ácido fólico é importante para a reprodução das hemácias, as células vermelhas do sangue, além de ajudar na manutenção de células novas e prevenir alterações no DNA, que podem levar ao câncer.

Alho 

O alho possui propriedades que ajudam o corpo a combater diversos tipos de doenças, com efeitos antibacterianos, antifúngicos e antiinflamatórios.

Além de vitamina C e selênio, o alho possui manganês e vitamina B6, que têm efeito antioxidante.

Uva

A casca da uva, assim como de outras frutas na cor roxo e vermelho-escuro, é rica em resveratrol, substância que é capaz de inibir a formação de tumores no fígado, estômago, mamas e no sistema linfático.

Em casos de câncer, o resveratrol diminui o crescimento do tumor e é até capaz de matar células cancerosas por si só.

Cientistas brasileiros demonstraram que a associação entre resveratrol e quimioterapia potencializam o tratamento e ele é estudado como possível alternativa para tratamento de tumores que não respondem às terapias convencionais.

 

Fonte: Instituto Nacional do Combate ao Câncer

 

 

Veja também

Racionamento deve economizar menos água do que volume perdido pelo Saae

Água perdida pelo próprio Saae de Sorocaba na distribuição daria para abastecer o dobro da ...

Deixe uma resposta