Últimas notícias
Home / Notícias / Hemonúcleo precisa de mais doadores de sangue

Hemonúcleo precisa de mais doadores de sangue

As doações de sangue caíram mais de 30% no mês de julho, devido ao inverno e às férias escolares, segundo o gerente médico da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan), Frederico Guimarães Brandão, que administra o Hemonúcleo de Sorocaba.

O médico explica que a queda nas doações não chega a prejudicar o atendimento, mas é preciso melhorar a coleta. Pessoas da cidade se sensibilizam e realizam campanhas para incentivar a doação de sangue. Um exemplo é o grupo de alunos de uma academia do Jardim Guadalajara que está realizando uma campanha nos dias 19 e 26 deste mês, das 7h30 às 12h, no próprio Hemonúcleo, que fica na avenida Comendador Pereira inácio, 564, no bairro Lageado, ao lado da entrada do Hospital Leonor Mendes de Barros.

A organizadora da campanha, Mariani Gomes, conta que, a princípio, a campanha era destinada apenas aos alunos da academia, mas que depois foi se expandindo para outros lugares. “O público-alvo são os jovens que se preocupam com a aparência. Queremos incentivá-los a ajudar outras pessoas, doando sangue.”

Mariani diz que a expectativa para a campanha é atingir mais de 100 pessoas. “Muitas pessoas vão doar pela primeira vez. Uma das coisas que privam a doação de sangue é a falta de informação. Estamos trabalhando com isso durante a campanha.” A organizadora conta que a ação era um sonho próprio. “Meu sonho agora vai se concretizar e pretendo seguir adiante com isso, incentivando pessoas a salvarem vidas. Agora espero contar com a colaboração da população.”

Brandão diz que é importante que as pessoas doem sangue. “Vários grupos se mobilizam e todos são bem vindos. Nós só pedimos que nos avisem com antecedência, para que o atendimento seja coordenado.”

De acordo com o médico, os tipos sanguíneos que estão com os estoques mais baixos são O positivo e negativo, pois são os mais utilizados. Qualquer pessoa pode doar sangue, desde que esteja saudável e tenha peso acima de 50 quilos. A idade sugerida pelo médico é entre 16 e 69 anos. No local, é necessária a apresentação do documento de identidade com foto. No dia da doação é preciso estar bem alimentado e não ter ingerido bebidas alcóolicas. Mais informações pelo telefone: (15) 3224-2930.

Fonte: Jéssica Nascimento/Jornal Cruzeiro do Sul

Veja também

Sorocaba registra saldo positivo de empregos pelo quinto mês

Desempenho em maio foi de 1.849 vagas abertas com carteira assinada, conforme dados do Caged ...

Deixe uma resposta