Últimas notícias
Home / Notícias / Fechado para o público, Museu dos Esportes perde acervo e equipamentos

Fechado para o público, Museu dos Esportes perde acervo e equipamentos

Diversos itens do acervo teriam sido retirados ou extraviados, além de duas TVs, cujos destinos são desconhecidos

Inaugurado há quatro anos como parte das festividades do aniversário de Sorocaba e instalado no histórico imóvel Palacete Scarpa, no centro de Sorocaba, o Museu dos Esportes está fechado para a visitação púbica há cerca de dois anos. A Secretaria de Esportes, responsável pelo espaço, sequer tem uma data definitiva para a reabertura e para piorar, ao menos um item do acervo foi retirado, além de ninguém conhecer o paradeiro de dois aparelhos de TVs que eram usados para exibições de imagens de jogos históricos. “É um descaso para a memória dos nossos atletas e os apaixonados pelos esportes, mais uma das muitas perdas da área esportiva de Sorocaba”, avalia o vereador Fernando Dini (MDB).

Nesta semana chegaram informações ao vereador que várias camisas históricas de times de basquete e vôlei foram extraviadas, assim como os manequins que as vestiam. E ainda foram retirados o quadro com o quimono, fotos e a faixa preta do Campeonato Pan-Americano, disputado pelo mestre de Taekwondo, Marcelo Ayres. Um item reconhecidamente retirado do acervo foi uma raquete.

O acervo, que teria cerca de 300 itens, nunca sequer teria sido catalogado. Atualmente, uma profissional da Secretaria da Cultura foi transferida para o espaço e teria conseguido catalogar 90% de todas as peças que continuam no Museu, além da recuperação e limpeza detalhada de troféus e outros itens.

Reconhecido pelo trabalho que realiza pelos esportes, Fernando Dini questionou o Poder Público e no último mês de abril recebeu a resposta da Secretaria de Esportes que o Museu passaria por pintura da sala e reorganização dos espaços museológicos. Passados três meses da resposta, o mandato de Fernando Dini fiscalizou o espaço no último 21 de julho. Na referida data a pintura sequer havia começado, muitos itens do acervo haviam sido levados para armazenamento e diversas dificuldades para a reabertura do museu foram relatadas.

A falta de profissionais para manter o museu em atividade é uma das pendências. Na ocasião da fiscalização havia a expectativa de somente a primeira etapa da pintura iniciar na semana seguinte, o que de fato ocorreu, mas foi exposta a dificuldade em ter pessoal até mesmo para acompanhar os trabalhos de pintura.

Outra pendência é a conclusão de um projeto de lei por parte da Secretaria de Esportes para que o espaço seja de fato um museu, podendo então, pleitear mão de obra especializada, além de incentivos financeiros federais, estaduais e fundos provenientes de condenações judiciais, por meio do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID). Não existe previsão de quando todas estas conquistas serão alcançadas.

O Museu dos Esportes de Sorocaba foi criado para preservar as histórias dos campeões, dos atletas e times que levaram o nome de Sorocaba para o país e o mundo, como nas épocas do auge do São Bento, Minercal e Leite Moça. Vários craques foram revelados em Sorocaba, como Odair, Paraná, Hortência e as irmãs Vânia e Vanira.

Veja também

Biblioteca Infantil de Sorocaba promove passeio pela Vila Hortência

Bairro povoado por espanhóis se originou de duas grandes fazendas O Projeto “Passeios Culturais”, da ...

Deixe uma resposta