Home / Notícias / Zoonoses recomenda que morador vistorie sua casa antes de viajar

Zoonoses recomenda que morador vistorie sua casa antes de viajar

Em vista das festas de final de ano e da época de férias escolares, a Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES) recomenda que o munícipe faça uma vistoria em seu imóvel antes de sair em viagem. O objetivo é acabar com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e das febres zika e chikungunya, uma vez que o verão é a época propícia para a proliferação, devido às altas temperaturas e à maior probabilidade de chuvas.

“A recomendação é, além de manter a casa fechada, remover todo tipo de material que possa acumular água. Outra medida é tratar, sobretudo por meio da adição de sabão em pó ou detergente, aqueles recipientes que não possam ser retirados do imóvel”, destaca João Ricardo Pereira Ensser, biólogo da Divisão de Zoonoses.

Isso, porque 80% dos criadouros de larvas do Aedes têm sido identificados dentro das residências. “Em sete dias, em média, o mosquito chega à fase adulta. Ou seja, nesta época aumenta em muito a possibilidade de aumentar a infestação do mosquito, caso medidas preventivas não sejam adotadas”, alerta.

A Divisão de Zoonoses da SES ressalta a importância de vistoriar, principalmente, vasos de plantas, pratos/pingadeira, comedouro/bebedouro de animais, piscina desmontável, latas/frascos/garrafas, baldes/regadores, bandeja de geladeira/ar-condicionado, material de construção, além de lajes, ralos, calhas, vaso sanitário/caixa de descarga, peças/sucatas, entre outros pontos da casa que podem acumular água. Os criadouros naturais, como bromélias, oco de árvore e bambu, também merecem atenção especial.

 39,6 mil quilos de inservíveis

A vistoria do imóvel é importante também para quem não vai viajar e deve ser feita uma vez por semana, pontua João Ricardo. Ainda mais porque nas visitas diárias, de casa em casa, os agentes de vigilância sanitária continuam identificando muito material inservível e focos de larvas do Aedes. Neste mês de dezembro, somente até o dia 22, as equipes da SES removeram 39,6 mil quilos de potenciais criadouros de dentro das residências.

Para esta semana, de segunda-feira (28) a quarta-feira (30), a Divisão de Zoonoses tem programadas visitas domiciliares para o controle de mosquitos nos seguintes bairros: Jardim Botucatu, Vila Sabiá, Vila Angélica, Jardim Hungarês e Campolim. Caso as condições climáticas sejam favoráveis, isto é não ocorram chuvas e vento forte, a nebulização por meio da aplicação de inseticida nos imóveis está programada para ocorrer nas regiões do Jardim Botucatu e Vila Sabiá.

“O poder público está fazendo a sua parte e esperamos contar com o apoio de toda a população para evitar a proliferação do Aedes aegypti, pois não é todo mundo que tem contribuído”, reforça. Para o biólogo, não adianta uma pessoa fazer a sua parte e o vizinho ao lado não contribuir. “Enquanto houver o mosquito, todos correm o mesmo risco de ter alguma doença relacionada ao Aedes”, finaliza.

Fonte: Secom

Foto: Secom/Zaqueu Proença

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta