Home / Notícias / Vereador Dini quer saber se há plano para combater o Aedes aegypti

Vereador Dini quer saber se há plano para combater o Aedes aegypti

Através de um requerimento, o vereador Fernando Dini (MDB) está solicitando à administração municipal informações sobre a existência ou não de um plano de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika.

O parlamentar está preocupado com os últimos dados divulgados pelo LIRAa (Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti), que apontam índices de alerta em Sorocaba de 3,8%, sendo que maior que 4% é considerado de risco. “O mesmo levantamento mostra que bairros como Brigadeiro Tobias, Aparecidinha, Cajuru, Éden, Sabiá, Cerrado, Márcia Mendes, Jardim Simus, Sorocaba I e Wanel Ville, já estão com índice maior que 4%”, diz.

O vereador ainda cita a informação passada pela Secretaria Municipal de Saúde ao Jornal Cruzeiro do Sul, onde uma nova medição teria sido feita em abril, com 349 imóveis vistoriados, chegando-se a um índice menor (de 1,9%). “Estamos longe do verão e do período crítico de proliferação do Aedes aegypti e algumas regiões da cidade já apresentam índices altos. Queremos saber se a Secretaria de Saúde já está realizando as campanhas de prevenção e conscientização e se estão sendo intensificadas ações como arrastões de operações cata-treco, por exemplo.”

Dini quer saber quais setores da administração municipal serão mobilizados para as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e quantos servidores serão utilizados. “Queremos saber também sobre a fiscalização dos pontos de descartes de inservíveis e se a prefeitura está apta para efetuar os exames necessários e prestar devido tratamento aos pacientes.”

O parlamentar também pede os últimos dados que tenham sido coletados pela Secretaria Municipal de Saúde e quer saber quando será feito o próximo levantamento.

Confira também

Fernando Dini pede melhorias para o sistema viário no Jardim Ibiti do Paço

01O vereador Fernando Dini (MDB) está pedindo melhorias para o sistema viário do Jardim Ibiti ...

Deixe uma resposta