Home / Notícias / Obras da Arena Multiúso devem ser retomadas em até 90 dias

Obras da Arena Multiúso devem ser retomadas em até 90 dias

As obras na Arena Multiúso, às margens da rodovia Raposo Tavares, devem ser retomadas em um prazo de até 90 dias. Essa, pelo menos, é a previsão de Antônio Carlos Incao de Almeida, da empresa Progredior, responsável pelas obras, aos vereadores da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Arena Multiúso. A visita foi realizada nesta segunda-feira à tarde.

Apenas um dos três laudos previstos já foi finalizado: o contratado pela empresa terceirizada dos pré-moldados. Segundo o responsável pela Progredior, o resultado não apontou qualquer problema ou defeito em placas e colunas. “Os outros dois que estão sendo feitos pela empresa da estrutura metálica e pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) devem sair em 15 e 25 dias, respectivamente”, explica o presidente da comissão, vereador Fernando Dini (PMDB).

Em paralelo à retirada dos entulhos – que deve durar cerca de um mês – e laudos, a Progredior já estaria também realizando os estudos necessários para verificar o aproveitamento dos pré-moldados que não foram danificados e refazendo o projeto do complexo esportivo. “Com isso, o objetivo deles é de retomar os trabalhos em 60 dias. Porém, tudo vai depender dos estudos que estão sendo feitos. O que temos de concreto hoje é de que não há prazo para que a Arena Multiúso seja finalmente entregue”, diz o vereador.

Despesas – Ainda de acordo com Almeida, todos os custos atuais e futuros serão bancados pela empresa Progredior. A retirada de toda a estrutura metálica que desabou e demais entulhos estão sendo pagos pela empresa.

Por enquanto, a prefeitura teve de arcar com aproximadamente R$ 145 mil referentes ao laudo que está sendo elaborado pelo IPT. A administração municipal ainda pode pagar R$ 800 mil (R$ 500 mil a mais) devido a um aumento de juros do empréstimo feito do programa Desenvolve São Paulo. “Se obra fosse entregue até abril, os juros sobre os R$ 10 milhões emprestados ficariam em 3% e 5%. Com o atraso, os juros devem subir para 8%”, diz o presidente da comissão.

A obra da Arena Multiúso tinha o custo previsto de R$ 14 milhões. Desse total, R$ 8 milhões já tinham sido utilizados, R$ 4 milhões do convênio com o Seplan (Secretaria de Planejamento do Estado) e outros R$ 4 milhões (do total de R$ 10 milhões disponibilizados) do programa Desenvolve São Paulo.

Dini ressaltou que a comissão foi criada justamente para evitar danos ao erário público. “Estamos fiscalizando de perto todos os passos da obra, desde o acidente em 9 de fevereiro até hoje, para garantir que não exista mais saída de dinheiro público para essa obra.”

Também fazem parte da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Arena Multiúso os vereadores Anselmo Neto (PP), Antônio Carlos Silvano (SDD), Carlos Leite (PT), Marinho Marte (PPS), Pastor Apolo (PSB), Rodrigo Manga (PP), Saulo do Afroart´s (PRP) e Waldecir Morelly (PRP).

Veja também

Fernando Dini recebe comandante do 1º Subgrupamento do Corpo de Bombeiros

O capitão Kleber do Vale, comandante do 1º Subgrupamento do 15º Grupamento do Corpo de ...

Deixe uma resposta