Home / Número de casos de Dengue sobe para 12 mil. Cidade registra primeiro caso de Chikungunya

Número de casos de Dengue sobe para 12 mil. Cidade registra primeiro caso de Chikungunya

O secretário municipal da Saúde, Francisco Antônio Fernandes, e a diretora da Área de Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), Daniela Valentim dos Santos, divulgaram na tarde desta quarta-feira (11) o novo Boletim Epidemiológico da Dengue e da Febre Chikungunya. 

De acordo com o documento, em 2015, foram registrados até o dia 9 de março, 12.780 casos de dengue no município. Além disso, foi confirmada a primeira ocorrência de Febre Chikungunya na cidade. Trata-se de um caso importado: a paciente, moradora da região do Parque Vitória Régia, na Zona Norte, adquiriu a doença em Riachão do Jacuípe (BA).

Do total de casos confirmados de dengue, 3.864 foram confirmados por critério laboratorial e 8.916 por critério clínico-epidemiológico (casos prováveis); sendo 12.690 (99,3%) autóctones e 90 (0,7%) importados. Atualmente, há 12 casos de óbitos notificados, sendo cinco confirmados para dengue pelo laboratório de referência do Estado, Instituto Adolfo Lutz (IAL), e sete aguardando resultado de exame.

Também durante a coletiva, o secretário anunciou a autorização, por parte do prefeito Antonio Carlos Pannunzio, da criação de mais 16 leitos na Santa Casa de Sorocaba (15 e mais um de isolamento) para os casos de internação de dengue. Também afirmou que o exame de sorologia voltará a ser feito em todos os casos suspeitos a partir de semana que vem. “Além das ações de combate e prevenção à dengue, a ‘guerra’ da SES agora é evitar o agravo dos casos confirmados da doença”, comentou Fernandes.

Também estiveram presentes à coletiva o secretário municipal de Serviços Públicos, Oduvaldo Denadai, e o presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Flaviano Agostinho de Lima.

 Chikungunya

Sobre o caso importado da Febre Chikungunya, Daniela explicou que assim que a paciente apresentou os sintomas da doença, agentes da Zoonoses realizaram o bloqueio na região onde ela reside. O procedimento é o mesmo da notificação de dengue. A doença é transmitida pelo mesmo mosquito que transmite a dengue, o Aedes aegypti.

A febre Chikungunya é uma doença causada por vírus do gênero Alphavirus, transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes Aegypti (transmissor da dengue) e o Aedes Albopictus os principais vetores. Os sintomas são febre alta, dor muscular e nas articulações, cefaleia e erupção cutânea (exantema) e costumam durar de três a 10 dias. A letalidade da Chikungunya, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), é rara, menos frequente que nos casos de dengue.

Para evitar a transmissão do vírus, é fundamental que as pessoas reforcem as ações de eliminação dos criadouros dos mosquitos. As medidas são as mesmas para o controle da dengue, ou seja, verificar se a caixa d ?água está bem fechada, não acumular vasilhames no quintal, verificar se as calhas não estão entupidas, entre outras iniciativas.

Fonte: Silvia Arruda/ Secom

 

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta