Home / Notícias / Mais de 50 famílias são atendidas pelo mutirão jurídico realizado na região do Carandá

Mais de 50 famílias são atendidas pelo mutirão jurídico realizado na região do Carandá

Mais de 50 famílias dos bairros Carandá, Altos do Ipanema e Viver Melhor foram atendidas pelo Primeiro Mutirão Jurídico, idealizado e realizado em parceria através de uma parceria entre o presidente da Câmara Municipal de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Sorocaba e Sehab (Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária.

O evento, realizado na manhã deste sábado (7), no Altos do Ipanema, teve o objetivo de prestar esclarecimentos sobre os possíveis juros abusivos que estão sendo cobrados das contas de condomínio dos moradores dos conjuntos habitacionais dos três bairros citados.

Para o parlamentar, o mutirão serve para dar voz aos moradores que não têm condições financeiras de pagar um advogado para conseguir tirar a sua dúvida ou resolver o problema que pode estar pendente. “É uma oportunidade louvável concedida pela OAB, a quem aproveito para agradecer e uma forma de mostrar que o Poder Legislativo pode sim executar, através de parcerias, um serviço que leve o bem à população; além lógico, de continuarmos com o nosso papel, que é o de fiscalizar as ações do Poder Executivo”, diz.

Presente ao evento, o vice-presidente da OAB, João Paulo Milano, ressaltou que existem possíveis cobranças abusivas por força dos contratos entre condomínios e garantidoras. “Apresentamos as questões aos síndicos, requisitamos os documentos das contratações, ouvimos representantes das garantidoras e os próprios condôminos. Iremos elaborar um dossiê, um parecer final, através da Comissão de Direito Condominial, que será fundada para tal necessidade” explica.

Já o titular da pasta da Sehab, Sérgio David Rosunek Barreto, fez elogios ao evento e ressaltou a necessidade de sua constância. “É a oportunidade que moradores de bairros mais afastados de alguns serviços públicos têm de poder cobrar ou tirar dúvidas junto à prefeitura. Foi uma manhã muito produtiva também para a nossa secretaria”, diz.

PARECER EM 30 DIAS – O vereador Fernando Dini combinou um prazo entre 20 e 30 dias para que a OAB apresente esse parecer final às famílias da região do Carandá que participaram do mutirão. “Ressaltamos ainda que tanto o vice-presidente, doutor João Paulo, quanto o presidente da OAB, Márcio Leme, se dispuseram a acompanhar o caso desses moradores até o final”, cita.

Check Also

Câmara corta R$ 10 milhões do orçamento e recomenda uso de verba para melhorias na saúde

O presidente da Câmara Municipal de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB), anunciou nesta quinta-feira, 19, ...

Deixe uma resposta