Home / Notícias / Fernando Dini solicita dados sobre gestação não planejada entre usuárias de drogas

Fernando Dini solicita dados sobre gestação não planejada entre usuárias de drogas

As gestações não planejadas em mulheres e adolescentes usuárias de drogas ou moradoras de rua são motivo de preocupação de profissionais da saúde e da assistência social em todo o país e preocupam, também, o vereador Fernando Dini (MDB), presidente da Câmara Municipal. Por meio de requerimento aprovado na sessão ordinária da última quinta-feira, 3, o vereador solicita informações ao Executivo sobre políticas públicas de prevenção de gravidez indesejada entre esse segmento da população.

“Muitas mulheres usuárias de drogas que vivem nas ruas são vítimas de violência física, sexual e psicológica e chegam a trocar sexo por droga. Com isso, as gestações indesejadas acabam acontecendo e vemos constantemente casos de usuárias de drogas com cinco, seis, oito filhos, sem pai conhecido, quase todos adotados por terceiros. Muitas gostariam de evitar essas gestações, mas nas condições em que vivem, sem ajuda, é praticamente impossível”, enfatiza o parlamentar.

Fernando Dini ressalta que, em São Paulo, o Hospital Pérola Byington, da Secretaria Estadual de Saúde, desenvolveu um programa que fornece a mulheres usuárias de drogas e moradoras de rua um implante contraceptivo subdérmico (colocado debaixo da pele) para prevenir a gravidez indesejada. Em quatro anos do programa, cerca de 400 mulheres foram atendidas. “Segundo os responsáveis pelo programa, houve uma redução expressiva nos casos de gravidez na Cracolândia, inclusive entre adolescentes, que são ainda mais fragilizadas e vítimas de abusos”, afirma Dini.

Em seu requerimento, o presidente do Legislativo indaga ao Executivo se existe a possibilidade de implantar em Sorocaba, entre usuárias de drogas e moradoras de rua, um programa semelhante ao desenvolvido pelo Hospital Pérola Byington. “Esse hospital é público, funciona como Centro de Referência da Mulher do Estado de São Paulo, e tem grande experiência em saúde da mulher e planejamento familiar, e pode servir de modelo para Sorocaba. Lembrando sempre que a adesão das mulheres ao programa é voluntária”, enfatiza Dini.

Além de sugerir a implantação do programa, Fernando Dini quer saber do Executivo se já existem políticas públicas de prevenção de gestações não planejadas entre mulheres e adolescentes usuárias de drogas ou moradoras de rua em Sorocaba e se existem dados oficiais sobre esses casos de gravidez. Também solicita dados sobre consultas, exames ginecológicos e tratamento para doenças sexualmente transmissíveis oferecidos para mulheres usuárias de drogas e moradoras de rua.

Check Also

Presidente da Câmara lamenta estatística do trabalho infantil e cobra políticas públicas

O presidente da Câmara Municipal de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB), lamentou a estatística publicada ...

Deixe uma resposta