Home / Notícias / Fernando Dini defende inclusão de pessoas com doença mental nos grupos prioritários de vacinação contra Covid-19

Fernando Dini defende inclusão de pessoas com doença mental nos grupos prioritários de vacinação contra Covid-19

O vereador embasa seu pedido em estudo da Associação Mundial de Psiquiatria corroborado pela congênere brasileira da entidade

Com base em estudos da Associação Mundial de Psiquiatria, que identificou nas pessoas com doenças mentais maior probabilidade de serem infectadas pelo coronavírus, o vereador Fernando Dini (MDB) defende que essas pessoas sejam incluídas entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19. O parlamentar reivindica a medida ao Executivo por meio de indicação na Câmara Municipal.

“O estudo da Associação Mundial de Psiquiatria mostra que as pessoas com doença mental, além de terem mais chances de serem infectadas, também apresentam taxas de mortalidade muito mais altas do que o restante da população. Por isso, é necessário incluir esse segmento entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19”, afirma o parlamentar.

Fernando Dini observa que a Associação Mundial de Psiquiatria, com sede no Hospital Psiquiátrico da Universidade de Genebra, na Suíça, congrega 145 sociedades psiquiátricas de 121 países, reunindo mais de 250 mil psiquiatras de todo o mundo. Também é responsável por algumas das mais abalizadas publicações científicas nessa área do conhecimento médico.

“Além do peso institucional e científico dessa entidade em nível mundial, a Associação Brasileira de Psiquiatria também está reivindicando, em nível nacional, que governadores, prefeitos e secretários de Saúde incluam as pessoas com doença mental entre os grupos prioritários”, afirma Dini, que anexou à sua indicação ao Executivo local um ofício da Associação Brasileira de Psiquiatria reivindicando a medida.

Veja também

VEREADOR REIVINDICA MELHORIAS NA SINALIZAÇÃO E PONTOS DE ÔNIBUS DO BRT

O vereador Fernando Dini (MDB) está solicitando à Urbes providencias quanto a implantação de cobertura ...

Deixe uma resposta