Home / Notícias / Entidade que trata de doenças raras é declarada como utilidade pública

Entidade que trata de doenças raras é declarada como utilidade pública

Nesta terça-feira (19), o prefeito José Crespo promulgou a lei que torna de utilidade pública a entidade NAPCD (Núcleo de Apoio a Pesquisa de Cistinose e Doenças Raras) – Lei nº 11.714 – encabeçada pelo empresário e diretor José Henrique Tomazela.

O vereador Fernando Dini (MDB) foi um dos precursores da luta pela regulamentação dessa entidade, junto do vereador Rafael Militão (MDB). “O objetivo é de tornar Sorocaba referência no diagnóstico de doenças raras. Temos de conscientizar a população e dar mais apoio aos portadores e familiares desse tipo de enfermidade, tanto no diagnóstico, quanto no tratamento e aquisição de medicamentos”, explica.

Tomazela tem uma filha com cistinose – considerada doença rara – e precisou de seis meses até descobrir o diagnóstico. “Por isso, tenho esse projeto de auxiliar outras pessoas que passam pela mesma situação que passei. O diagnóstico precisa ser dado o quanto antes, ajudando, inclusive, a salvar a vida das pessoas que são portadoras dessas doenças”.

Com a declaração de utilidade pública, a entidade poderá se capacitar a atender e dar o suporte necessário aos pacientes, bem como fomentar pesquisas com universidades e laboratórios. “É um projeto que está muito próximo de se tornar realidade. São estudos que farão com que essas doenças sejam desmistificadas e levadas de forma clara à população e aos pacientes que dependerem desse atendimento”, ressalta Dini.

Veja também

Aprovado em 1ª votação, Projeto de Lei visa legalização de construções irregulares

Foi aprovado, por unanimidade, na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Sorocaba, Projeto de Lei ...

Deixe uma resposta