Home / Notícias / Entenda o que significa a criação da Região Metropolitana de Sorocaba

Entenda o que significa a criação da Região Metropolitana de Sorocaba

Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) é uma unidade regional do território de São Paulo, cujo projeto de Lei Complementar foi sancionado pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, no dia 9 de Maio de 2014.

A RMS conta com 9 382,631 km². Com relação à população, a nova região metropolitana tem cerca de 1,8 milhão de habitantes e um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 46,7 bilhões. Com isso a RMS passa a ser a 15ª mais populosa do país.

Havia sido apresentado no dia 8 de Outubro de 2005 o Projeto de Lei Complementar nº 33/2005, com o propósito de criação da Região Metropolitana de Sorocaba e o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba.

Até então, o referido projeto tramitava em regime de urgência quando o governador Geraldo Alckmin assinou no dia 23 de Dezembro de 2013 a mensagem de um projeto de lei com o mesmo propósito. O Projeto de Lei Complementar 01/2004 foi aprovado e sancionado pelo governador.

A Região Metropolitana de Sorocaba possui 11 municípios localizados no eixo das rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares e economias baseadas em atividades industriais.

Dentre as regiões metropolitanas, a RMS é a que possui a maior produção agrícola.

No total, possui 26 municípios e aproximadamente 1,7 milhão de habitantes. Faz divisa com municípios da Região Metropolitana de São Paulo, como Cotia, Vargem Grande Paulista, Itapevi e Juquitiba, com municípios que compõem a Região Metropolitana de Campinas, como Indaiatuba e com municípios que compõem a Aglomeração Urbana de Jundiaí, como Cabreúva.

Em 2011, a soma do Produto Interno Bruto dos municípios que compõem a RMS foi de R$ 46,7 bilhões, o equivalente a 3,46 % do PIB gerado no Estado.

O que é uma região metropolitana?

 Uma região metropolitana consiste em uma área composta por um núcleo urbano densamente povoado e por suas áreas vizinhas menos povoadas. Este aglomerado urbano partilha indústrias, infraestruturas e habitações.

As áreas metropolitanas geralmente são oficializadas por legislações locais e compreendem várias jurisdições e subdivisões diferentes, como municípios, bairros, distritos, cidades, condados e até mesmo estados. Conforme as instituições sociais, econômicas e políticas mudaram, as áreas metropolitanas se tornaram regiões econômicas e políticas fundamentais.

As regiões metropolitanas incluem uma ou mais áreas urbanas, bem como cidades-satélites e áreas rurais que estão sócio-economicamente conectadas ao urbano núcleo central.

 

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta