Home / Notícias / Em resposta a Dini, prefeitura garante estudo de impacto de vizinhança na Vila Hortência

Em resposta a Dini, prefeitura garante estudo de impacto de vizinhança na Vila Hortência

Em resposta ao vereador Fernando Dini (PMDB), a Semob (Secretaria de Mobilidade, Desenvolvimento Urbano e Obras) informou que já existe um estudo de impacto de vizinhança para o trânsito na região da Vila Hortência, Zona Leste. “Esse estudo, porém, traz alguns pontos que não condizem com a realidade do espaço. Como, por exemplo, quando citam que o sistema viário atende plenamente o trânsito da região”, diz.

O principal ponto abordado pelo parlamentar é voltado à abertura de novos empreendimentos como, por exemplo, a construção de 16 novas torres de apartamentos no cruzamento da rua Santa Maria com a rua Newton Prado. “Em breve esse trecho receberá alguns empreendimentos que darão um forte impacto no trânsito. A região precisa estar preparada para receber esse aumento de veículos e de pessoas, com o objetivo de evitar problemas sérios de trânsito”, diz.

De acordo com a administração municipal, foi realizado um TAC (Termo de Ajuste de Conduta e estudos de Impacto de Vizinhança. “As questões de como se dará o sentido do trânsito de veículos e de pedestres, bem como o atendimento ao transporte coletivo na rua Santa Maria e confluências após a eventual construção do empreendimento, estão em análise pela equipe de técnicos do sistema viário, envolvendo profissionais da prefeitura, Urbes, Saae (Sistema Autônomo de Água e Esgoto), que tem como objetivo determinar sua melhor inserção na infraestrutura urbana existente no local”, está citado em documento de resposta ao requerimento.

A prefeitura ainda cita que esses estudos estão em fase de finalização, visto que tratam de situações como aberturas de novas vias adjacentes e mudanças nos sentidos de circulação daquela região. “Caberá ao empreendedor, segundo a prefeitura, executar as medidas de compensação”, explica.

Outros pontos levantados por Dini também foram esclarecidos, como o aumento do fluxo de atendimento nas unidades de saúde e transporte público. “Todas as análises estão sendo feitas, assim como a alteração ou aumento de linhas do transporte coletivo estão condicionadas ao aumento da demanda de usuários registrada no local”, diz.

O vereador acompanhará de perto todo o processo para garantir que as ações sejam de fato executadas. “Temos a garantia do poder público, através do TAC. O que queremos é o desenvolvimento sustentável. Que haja o crescimento populacional, mas com toda infraestrutura adequada para conseguir comportar esse aumento”, finaliza.

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta