Home / Notícias / Em resposta a Dini, prefeitura diz estudar uso de medicação para infarto em unidades de urgência e emergência

Em resposta a Dini, prefeitura diz estudar uso de medicação para infarto em unidades de urgência e emergência

Em resposta a um requerimento do vereador Fernando Dini (MDB), a prefeitura, através da Secretaria de Saúde, afirmou que já está em estudo o uso de trombolíticos – medicamento para IAM (Infarto Agudo do Miocárdio) – em unidades de saúde de urgência e emergência em Sorocaba, incluindo as unidades móveis.

Atualmente, a medicação está disponível apenas na UPH (Unidade Prés-Hospitalar) da Zona Leste e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Éden, que são terceirizadas e administradas pelo BOS (Banco de Olhos de Sorocaba). “Estamos realizando estudos através de levantamento bibliográfico e estudos de caso, bem como as portarias do Ministério da Saúde para que a realização da droga trombolítica possa ser realizada de modo seguro e dentro das normas estabelecidas, para ampliar em outras unidades de saúde”, citam em resposta.

Ao parlamentar, a Secretaria de Saúde afirma que está em fase final também de validação pela DRS (Departamento Regional de Saúde) um novo fluxo de encaminhamento hospitalar dos pacientes com IAM, inclusive contemplando o novo Hospital Regional.

AVC A Secretaria de Saúde informou ainda que está em fase final de validação do protocolo de atendimento ao paciente com AVC (Acidente Vascular Cerebral) com o hospital. “Este protocolo que deverá ser implantado na atenção básica, serviço de urgência e emergência e hospitalar, que envolverá os três níveis de atenção. A elaboração e revisão dos Protocolos e Diretrizes Clínicas está sendo realizada por um grupo técnico, sendo composto por integrantes de todas as unidades de urgência e emergência, bem como dos hospitais conveniados com a Secretaria de Saúde”, encaminha o Executivo, através de resposta ao requerimento.

Veja também

Aprovado em 1ª votação, Projeto de Lei visa legalização de construções irregulares

Foi aprovado, por unanimidade, na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Sorocaba, Projeto de Lei ...

Deixe uma resposta