Home / Notícias / Dini quer agilizar o atendimento na Saúde com implementação do prontuário eletrônico

Dini quer agilizar o atendimento na Saúde com implementação do prontuário eletrônico

O vereador Fernando Dini (MDB) criou um Projeto de Lei que pede pela instituição do PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente), na rede pública de saúde de Sorocaba.

O objetivo é dar maior rapidez tanto ao atendimento convencional, como no socorro aos pacientes que entram em estado de emergência nas unidades de saúde. “O prontuário servirá ao registro digital de atendimentos e procedimentos realizados no SUS (Sistema Único de Saúde), fazendo-se registro de anamneses médicas, diagnósticos e exames clínicos, testes e análises e respectivos resultados, prescrições, ocorrências e recorrências, com a devida identificação do profissional médico responsável pelas informações inseridas”, explica.

Ainda de acordo com o parlamentar, a identificação principal utilizada neste sistema será o número de cadastro do paciente no SUS, que passará a ser exigido do paciente no ato do atendimento. “O Projeto de Lei visa a racionalização e a interoperabilidade tecnológica dos serviços de saúde, para permitir o intercâmbio das informações e a celeridade dos procedimentos, baseados em sistemas de processamento digital”, explica.

A importância do prontuário na relação do serviço de saúde e do paciente vem do reconhecimento da ação de fatos e eventos clínicos sobre cada indivíduo, de forma que todos os demais profissionais envolvidos no processo de atenção à saúde poderiam ter acesso aos mesmos dados. “Portanto, o prontuário é a mais importante porta de comunicação entre a equipe de saúde, necessitando de mais clareza e ampliação de acesso”, lembra Dini.

O vereador ainda ressalta que os diagnósticos levantados sobre a saúde municipal também são alimentados pelas informações registradas no prontuário médico, portanto, ele precisa ser rápido, familiar e flexível para aperfeiçoar o fluxo de trabalho e atendimento. “O PEP é muito mais seguro do que o prontuário em papel e as informações podem ser compartilhadas automaticamente com outros profissionais que estão cuidando do paciente, possibilitando desta forma a continuidade da atenção integral à saúde.”

Dentre outras vantagens para o paciente, a manutenção eletrônica dos registros clínicos representa maior facilidade de recuperação do histórico clínico, maior agilidade no trato das informações e transparência na relação médico-paciente, melhorando assim a qualidade do atendimento médico a ser prestado. “Além disso, o paciente também terá o acesso às informações de seu prontuário através da internet e senha pessoal”, Finaliza o parlamentar.

Check Also

Vereador Fernando Dini participa de feira de estudantes e pede mais políticas públicas voltadas aos jovens

Nesta sexta-feira (19) pela manhã, o vereador Fernando Dini (MDB) participou da abertura da 1ª ...

Deixe uma resposta