Home / Notícias / Conclusão sobre a correição da Arena Multiúso deve sair até o fim de fevereiro

Conclusão sobre a correição da Arena Multiúso deve sair até o fim de fevereiro

A conclusão da correição que apura eventuais danos ao erário público devido a queda da cobertura da Arena Multiúso deve ser divulgada até o fim do mês de fevereiro. A informação foi dada pela Corregedora-Geral do Município, Adriana de Oliveira Rosa, em resposta ao ofício do vereador Fernando Dini (PMDB), presidente da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Arena Multiúso.

De acordo com a corregedora, a Segunda Câmara (órgão de instrução da CGM) apresentou o relatório conclusivo da correição no dia 25 de novembro de 2015. “Os autos foram incluídos na ordem cronológica da decisão final, junto dos outros processos que foram instruídos pelos demais órgãos correcionais da CGM (primeira e segunda câmaras)”, descreve em resposta ao ofício do parlamentar, datada de 11 de dezembro.

Ainda de acordo com o documento, há a necessidade de 45 a 60 dias para que a decisão final seja exarada. “Iremos aguardar o encaminhamento até o fim de fevereiro, que é o prazo estipulado. Após, faremos nova cobrança para que todo o imbróglio envolvendo a queda da cobertura da arena seja resolvido. O nosso objetivo é de fazer com que o dinheiro público não seja utilizado devido ao acidente. A responsabilidade e prejuízo devem ser da empresa contratada”, diz o vereador.

Por enquanto, a prefeitura teve de arcar com aproximadamente R$ 145 mil referentes ao laudo do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). A administração municipal ainda pode pagar R$ 800 mil (R$ 500 mil a mais) devido a um aumento de juros do empréstimo feito do programa Desenvolve São Paulo.

A obra da Arena Multiúso, localizada às margens da Rodovia Raposo Tavares, tinha o custo previsto de R$ 14 milhões. Desse total, R$ 8 milhões já tinham sido utilizados, R$ 4 milhões do convênio com o Seplan (Secretaria de Planejamento do Estado) e outros R$ 4 milhões (do total de R$ 10 milhões disponibilizados) da agência Desenvolve São Paulo. A queda do teto aconteceu no dia 9 de fevereiro de 2014 e, de acordo com a previsão da administração municipal, a obra deve ser entregue até o mês de março.

Ainda fazem parte da comissão os vereadores Anselmo Neto (PP), Antônio Carlos Silvano (SDD), Carlos Leite (PT), Marinho Marte (PPS), Pastor Apolo (PSB), Rodrigo Manga (PP) e Waldecir Morelly (PRP).

Foto: Secom/Assis Cavalcante

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta