Home / Notícias / Comissão de Educação faz visita surpresa a escolas de Sorocaba

Comissão de Educação faz visita surpresa a escolas de Sorocaba

A Comissão de Saúde de Sorocaba esteve visitando nesta terça-feira à tarde dois CEIs (Centros de Educação Infantil) de Sorocaba: o CEI 7 (Francisca Moura Pereira da Silva, em Santa Rosália) e CEI 54 (Professora Sônia Aparecida Machado, no bairro do Morro). Fazem parte da comissão, o vereador Fernando Dini (PMDB – presidente), Pastor Apolo (PSB) e Rodrigo Manga (PP).

Na primeira escola visitada, o antigo CEI 7, o problema constatado e denunciado dava conta da presença de ratos, larvas e estrutura precisando de manutenção.

De acordo com os funcionários, teria sido feita uma desratização no local, mas o problema persiste. Já a presença de larvas, que estariam saindo do rejunte de azulejos, obrigou a interdição do bebedouro. “Não há como saber de onde vêm as larvas. A parede do bebedouro faz divisa com a despensa da escola. Porém, não há uma comprovação de que essa seria a causa. É necessária uma intervenção urgente da prefeitura para descobrira origem do problema, já que está justamente onde crianças tomam água todos os dias”, diz o vereador Fernando Dini.

A estrutura antiga também precisa de reparos. Há infiltrações em várias paredes, mas não há uma previsão de reforma. “O que torna o serviço de manutenção ainda mais urgente é por se tratar de uma escola que trata exclusivamente de crianças. Isso não pode acontecer”, ressalta o Pastor Apolo.

Choque de realidades – No segundo Centro de Educação Infantil, no bairro do Morro, a estrutura do prédio deixa a desejar e o local faz divisa com um terreno onde o mato toma conta, atraindo animais peçonhentos. “É um risco que as crianças correm diariamente. Nesse terreno pode haver aranhas, escorpiões e focos de Dengue. É preciso que uma limpeza urgente seja feita, pela prefeitura ou proprietário e que se faça a manutenção do mesmo”, afirma Dini.

Outro problema constatado foi a localização da área de refeição das crianças (chamada de papário), que fica em frente aos banheiros.

A escola também sofre com o vandalismo. Aos fins de semana, além de furtos, a CEI 54 constantemente tem as cercas cortadas e as portas arrombadas, onde segundo os moradores e pais de alunos da região, usuários de drogas usam como abrigo ou esconderijo. “O pior é que o conserto das cercas é feito pelos próprios funcionários da escola, já que não há um amparo da administração municipal nesse sentido”, diz Fernando Dini.

Contrastando com os problemas, os funcionários da CEI 54 conseguem dar bons exemplos. Na escola há uma horta onde as crianças aprendem a importância de se plantar, da boa alimentação e também participam de um projeto onde é incentivada a coleta seletiva de pilhas e baterias. “O dia em que tivermos os bons exemplos dos dois lados – da prefeitura e dos funcionários – tenho certeza que os pais deixarão seus filhos na escola com mais tranqüilidade”, finaliza o presidente da Comissão.

Um relatório sobre as visitas será feito e entregue para o prefeito Antônio Carlos Pannunzio, com o objetivo de que ele tome as providências necessárias para dar fim a esses problemas.

Veja também

Escolas particulares podem receber alunos a partir desta terça (8)

O retorno gradual das aulas presenciais nas escolas particulares de Sorocaba começa nesta terça-feira (8). ...

Deixe uma resposta